quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Quem somos?

Apresentando nossa proposta

Olá amigo. Neste blog você vai encontrar questões básicas para ajudá-lo a estudar Física. Não se preocupe em decorar fórmulas. Procure entender os conceitos apresentados.

Claro que a Matemática é uma ferramenta importante. Ela relaciona as grandezas envolvidas num determinado fenômeno. Mas vamos, inicialmente, entender o fenômeno.

Quem estuda ou estudou pelo livro "Os Fundamentos da Física", da Editora Moderna, vai estar em casa, mas se não é o seu caso, não faz mal. Daremos todas as respostas no final das questões e caso restem algumas dúvidas estaremos à disposição por meio dos comentários.

Estude bastante e boa sorte.

Professor Nicolau Gilberto Ferraro
Diretor Pedagógico

Professor Sidney Borges
Webmaster

O conteúdo deste Blog é baseado no livro "Os Fundamentos da Física", da Editora Moderna, sendo vedada a reprodução.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

50 questões básicas

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

01. Como foi, inicialmente, definido um metro?
Resposta aqui

02. Você ao ler esta questão está sentado numa cadeira. Você está em repouso ou em movimento? Explique.
Resposta aqui

03. O professor, ao iniciar o estudo de Cinemática, afirmou que a forma da trajetória depende do referencial adotado. Você sabe citar um exemplo?
Resposta aqui


04. Você quer calcular a velocidade de um ponto do equador, devido a rotação da Terra. Quais grandezas você deve conhecer?
Resposta aqui

05. Um ponto da superfície terrestre é localizado por meio de sua latitude e longitude. Defina estas grandezas.

Resposta aqui

06. Dê exemplos de movimento uniforme que ocorrem no dia-a-dia.
Resposta aqui

07. Dê exemplos de movimento uniformemente variado que ocorrem no dia-a-dia.
Resposta aqui

08. Um corpo em queda livre sob ação da gravidade tem sua velocidade variando de 10m/s em cada 1s. Qual é a variação da velocidade do corpo em km/h, durante 1s?
Resposta aqui

09. O professor afirmou que subtrair dois vetores equivale a somar o primeiro com o vetor oposto do segundo. Faça figuras explicativas.
Resposta aqui

10. Um vagão ferroviário se move com velocidade 5 m/s, em relação aos trilhos. Um passageiro está correndo no interior do vagão com velocidade 5 m/s, em relação ao vagão e em sentido oposto ao movimento do vagão. Em relação aos trilhos o passageiro possui velocidade:
a) 10m/s;

b) zero;

c) aproximadamente 7,0 m/s.

Qual alternativa você escolhe?
Resposta aqui

11. Os lançamentos horizontal e oblíquo, próximos à superfície terrestre e desprezada a resistência do ar, são considerados a composição de dois movimentos, um horizontal e outro vertical, que ocorrem simultaneamente. Descreva estes movimentos.
Resposta aqui

12. Uma partícula é lançada obliquamente. Para que ângulo de tiro o alcance é máximo.
Resposta aqui

13. Dois móveis são lançados obliquamente com velocidade inicial de mesmo módulo v0. Um é lançado com ângulo de tiro 60º e o outro, 30º. Qual deles atinge a maior altura? Qual deles atinge o maior alcance?
Resposta aqui

14. Um satélite artificial demora 2h para completar ¼ de volta em torno da Terra. Qual é, em horas, o período deste satélite?
Resposta aqui

15. Qual é o período de um satélite geoestacionário utilizado em telecomunicações?
Resposta aqui

16. Pode haver movimento mesmo na ausência de força?
Resposta aqui

17. Quando um ônibus freia os passageiros são atirados para frente em relação ao ônibus. Você sabe explicar o porquê?
Resposta aqui

18. É necessária a aplicação de uma força para manter um ponto material em MRU?
Resposta aqui

19. Durante uma aula de Física, o professor perguntou a Rodrigo: qual é o seu peso? Rodrigo respondeu 60 quilos. Nesta resposta têm dois erros. Você sabe quais são?
Resposta aqui

20. Na mesma aula, o professor perguntou: “sendo g =10m/s2 a aceleração da gravidade, qual a intensidade da força com que Rodrigo atrai a Terra?”.
Resposta aqui

21. Em que princípio da Física se baseia o uso dos cintos de segurança e os encostos para a cabeça existentes num automóvel?
Resposta aqui

22. Explique por que conseguimos andar num piso de asfalto, terra ou concreto e não numa pista de gelo?
Resposta aqui

23. Um paraquedas freia a queda de um paraquedista o qual, passa em pouco tempo, a realizar um movimento uniforme. Explique como isto é possível?
Resposta aqui

24. No freio convencional de um automóvel as quatro rodas são travadas e neste caso o coeficiente de atrito é dinâmico. No freio a ABS as rodas continuam a girar, durante o freamento, sem derrapar e na iminência de escorregar. Neste caso, o coeficiente de atrito é estático. Por que o freio a ABS permite que o veículo percorra uma distância menor até parar?
Resposta aqui

25. Rodrigo, ao assistir uma corrida de automóveis, observa que os carros procuram entrar numa curva por fora, tangenciar o lado interno da curva e sair pelo lado externo da pista. Qual é a razão deste procedimento?
Resposta aqui

26. As pistas de corridas de motos, bicicletas e automóveis, em circuito oval, são normalmente sobrelevadas. Qual é a razão desta sobrelevação?
Resposta aqui

27. Dois guindastes erguem dois corpos idênticos do solo até o terceiro andar. O primeiro realiza sua tarefa num intervalo de tempo maior do que o segundo. Qual dos guindastes possui maior potência?
Resposta aqui

28. Um carro tem massa 1000 kg e se desloca com velocidade de 72 km/h. Qual é a energia cinética do carro? De que altura o carro deveria cair para atingir o solo com esta energia cinética?
Resposta aqui

29. A função das bolsas infláveis ( air-bags ) existentes nos automóveis é a de aumentar o intervalo de tempo e consequentemente diminuir as intensidades das forças que agem nas pessoas localizadas no interior do carro, durante uma colisão frontal. Explique este fato com base no teorema do Impulso.
Resposta aqui

30. Deixa-se um ovo cair no piso cerâmico de uma cozinha. Devido à colisão o ovo quebra. Deixando-se o ovo cair sobre um tapete felpudo, da mesma altura, ele não quebra. Como se explica tal fato?
Resposta aqui

31. Numa loja a vendedora dispõe de um rolo de barbante para fazer pacotes. Ao puxar lentamente, o barbante vai desenrolando. Mas ao puxar bruscamente, o barbante arrebenta. Explique por que isto ocorre.
Resposta aqui

32. Você sabe qual é a trajetória que os planetas descrevem em torno do Sol? Onde o Sol se localiza, em relação a esta trajetória?
Resposta aqui

33. O módulo da velocidade de translação da Terra em torno do Sol é constante?
Resposta aqui

34. Analise a afirmação: “ quanto mais afastado estiver um planeta do Sol, maior é o seu ano. Assim, um ano na Terra é maior do que um ano em Mercúrio”.
Resposta aqui

35. Pesquise como Eratóstenes ( 276 AC ) mediu o comprimento do meridiano terrestre e consequentemente o raio da Terra.
Resposta aqui

36. Quem está na Terra vê sempre a mesma face da Lua. Você sabe explicar por que isso ocorre?
Resposta aqui

37. Um astronauta é levado da Terra até a Estação Espacial Internacional (ISS). Onde seu peso é menor? E sua massa?
Resposta aqui

38. Levando-se em conta a rotação da Terra, onde é menor a aceleração da gravidade nos pólos ou no Equador.
Resposta aqui

39. Duas forças de mesmo módulo, ao serem somadas, podem dar como resultante uma força de mesmo módulo das forças componentes?
Resposta aqui

40. Para a remoção de parafusos de fixação das rodas de um carro, adaptamos um cano de ferro que envolve o braço da chave de rodas, aumentando assim seu comprimento. Nestas condições, é possível diminuir a intensidade da força necessária para soltar os parafusos. Explique como isso é possível?
Resposta aqui

41. Explique por que as esteiras de uma escavadeira exercem menor pressão do que as rodas de um veículo, estando ambos num terreno lamacento. Considere que os dois móveis tenham o mesmo peso.
Resposta aqui

42. Rodrigo dirigindo seu carro, tendo seu amigo Raphael como passageiro, entram num trecho de estrada lamacento. O carro derrapa e não consegue sair. Raphael sugere a Rodrigo esvaziar um pouco os pneus. Rodrigo assim procede e consegue sair do trecho com lama. Explique por que isso ocorreu?
Resposta aqui

43. Eneida tenta abrir um pote de requeijão forçando a tampa para cima e não consegue. Pedro, com uma faca, retira o lacre existente na tampa e esta sai com facilidade. Explique.
Resposta aqui

44. Para verter o óleo existente numa lata é necessário fazer dois furos opostos na tampa superior. Explique o porquê desse procedimento.
Resposta aqui

45. Por que quando você toma um refrigerante em um copo com um canudo, o líquido sobe pelo canudo?
Resposta aqui

46. Um bexiga, preenchida com gás hélio, sobe ao ser solta. Explique.
Resposta aqui

47. Ao adicionarmos sal à água o que ocorre com a densidade da solução?
Resposta aqui

48. Boiamos mais facilmente numa piscina ou na água do mar?
Resposta aqui

49. No Mar Morto uma pessoa não consegue afundar, permanecendo em sua superfície. Explique por que isso ocorre.
Resposta aqui

50. Qual é a razão do nome Mar Morto dado a este reservatório natural de água existente na Jordânia?
Resposta aqui

domingo, 11 de outubro de 2009

20 questões básicas

01. Atritando-se uma barra de vidro com um pano de lã, inicialmente neutros, ambos se eletrizam. As cargas elétricas que a barra de vidro e o pano de lã adquirem têm mesmo sinal? Elas têm mesmo valor absoluto?
Resposta aqui

02. A barra de vidro depois de atritada com o pano de lã atrai pequenos pedaços de papel. Como você explica este fato?
Resposta aqui

03. É possível um corpo eletrizado atrair um corpo neutro?
Resposta aqui

04. Quando você se penteia o atrito eletriza os cabelos e o pente. Explique porque, nestas condições, os fios de cabelo ficam arrepiados.
Resposta aqui

05. Ao descer por um escorregador de plástico, os cabelos compridos de uma menina ficam arrepiados. Explique.
Resposta aqui

06. Os veículos se eletrizam quando em movimento devido ao atrito com o ar atmosférico. É o que ocorre, por exemplo, com um avião. Os aviões possuem pequenos fios que se prolongam das asas. Para que servem?
Resposta aqui

07. Por que ao ser reabastecido é feita a ligação, por meio de fios metálicos, de um avião com o solo?
Resposta aqui

08. Por que os caminhões que transportam combustíveis são ligados ao solo, por meio de fios metálicos, quando estão reabastecendo um posto?
Resposta aqui

09. Em lugares de clima seco é comum um passageiro sentir um pequeno choque ao descer de um automóvel e tocar em sua parte metálica. Explique.
Resposta aqui

10. Os tecidos dos bancos e das roupas que um passageiro usa, eletrizam-se devido ao atrito que acontece durante o movimento de um automóvel. Ao descer o passageiro encosta a mão na parte metálica e sente um pequeno choque. Explique esta ocorrência.

Resposta aqui

11. A intensidade da força elétrica com que duas pequenas esferas eletrizadas se atraem ou se repelem, depende da distância entre elas? Aumentando a distância a intensidade da força elétrica aumenta, diminui ou permanece a mesma? Se a força elétrica tiver intensidade F, qual deverá ser a nova intensidade da força ao se dobrar a distância?

Resposta aqui

12. Explique o que é a gaiola de Faraday?
Resposta aqui

13. Por que aparelhos elétricos e eletrônicos sensíveis são acondicionados em caixas metálicas?
Resposta aqui

14. Por que no interior de um carro você fica protegido durante uma tempestade com raios?
Resposta aqui

15. Aviões com revestimento metálico, voando em atmosfera seca, podem se eletrizar intensamente. Por que no interior do avião as pessoas ficam protegidas?
Resposta aqui

16. Você sabe o que é corrente elétrica?
Resposta aqui

17. Qual a principal propriedade de um resistor? Cite duas aplicações práticas de um resistor?
Resposta aqui

18. O que é um resistor foto-sensível?
Resposta aqui

19. Quando você passa a chave de um chuveiro elétrico da posição “verão” para a posição “inverno”, o que ocorre com a resistência elétrica do chuveiro, aumenta, diminui ou não se modifica?
Resposta aqui

20. Quem construiu a primeira pilha elétrica?
Resposta aqui

20 questões básicas

01. Uma lâmina bimetálica é constituída por duas tiras justapostas feitas de metais diferentes. Um dos metais (vamos chamá-lo de A) possui coeficiente de dilatação maior do que o outro (que chamamos de B). Na temperatura ambiente a lâmina está reta. Ao ser aquecida a lâmina sofre um encurvamento. Nestas condições, o metal A constitui o arco externo ou interno da lâmina?
Resposta aqui

02. Por que nas ferrovias as barras de trilho são assentadas com um espaço entre elas?
Resposta aqui

03. Em pontes, viadutos e grandes construções, empregam-se as chamadas juntas de dilatação. Para que servem?
Resposta aqui

04. Você já reparou que ao fazer um calçamento os blocos de cimentos são separados por ripas de madeira. Você sabe por quê?
Resposta aqui

05. Por que os fios instalados entre postes nas ruas ou entre torres de linhas de transmissão não são esticados?
Resposta aqui


06. Numa aula de dilatação térmica o professor colocou a seguinte questão: aquece-se uma placa metálica com um furo no meio. O que ocorre com a placa e o furo? Para que os alunos discutissem o professor apresentou três possibilidades:
a) a placa e o furo dilatam.

b) a placa dilata e o furo contrai.

c) a placa contrai e o furo dilata.

Qual você escolheria como correta?
Resposta aqui


07. Você dispõe de dois copos de vidro, sendo um grosso e outro fino. Ao preenchê-los com água quente o copo mais grosso se rompe. Por que isto ocorre?
Resposta aqui

08. Uma garrafa totalmente cheia de água é fechada e colocada num congelador. Por que ela pode se romper?
Resposta aqui

09. Analise se a frase está certa ou errada: "Vou medir a febre dele".
Resposta aqui

10. Num dia em que a temperatura atingiu valores muito baixos, Rodrigo abriu a porta da rua e seu irmão disse: “feche a porta para o frio não entrar”. Esta frase está correta?
Resposta aqui

11. O que queima mais água a 100ºC ou vapor de água a 100ºC?
Resposta aqui

12. Por que sai “fumaça” de um bloco de gelo?
Resposta aqui

13. Por que num dia frio, ao falarmos, sai “fumaça” de nossa boca?
Resposta aqui

14. Três localidades A, B e C, possuem altitudes hA, hB e hC, sendo hA > hB > hC. Sejam tA, tB e tC as temperaturas de ebulição da água, respectivamente nestas localidades. Considera a s alternativas:


a) tA > tB > tC

b) tC > tB > tA

c) tA = tB = tC
Resposta aqui

15. Por que numa panela de pressão os alimentos cozinham mais depressa?
Resposta aqui

16. Por que uma roupa, depois de lavada, deve ser estendida para que seque mais rapidamente?
Resposta aqui

17. Por que a roupa seca mais depressa se houver vento?
Resposta aqui

18. Um banhista sente frio ao sair de uma piscina. Por que isto ocorre?
Resposta aqui

19. Por que a água se conserva fresca em potes de barro?
Resposta aqui

20. Após uma rápida chuva, num dia quente, a sensação de calor se acentua. Explique a razão deste fato.
Resposta aqui

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Sensação térmica

O grau de umidade do ar

Paulo de Toledo Soares

A sensação de calor está intimamente ligada ao grau de umidade do ar. O limite ideal está entre 50% e 70% para o grau higrométrico. Nesta faixa, há uma evaporação eficiente do suor, de modo que a perda de calor pelo organismo que consegue manter constante sua temperatura corporal.

Quando a umidade é alta, mesmo que a temperatura ambiente não chegue a alcançar valor muito elevado, a sensação de calor é sufocante e opressiva: a velocidade de evaporação do suor é reduzida, devido à grande quantidade de vapor existente na atmosfera.

Entretanto, quando a umidade relativa é muito baixa, há conseqüências ainda mais graves, não só para a população como também para o ambiente. Para as pessoas, há o ressecamento das mucosas que levam a complicações respiratórias, sangramento nasal, ressecamento da pele, irritação dos olhos, etc. Estes sintomas se intensificam com a poluição atmosférica e com o grau de debilidade do indivíduo, sobretudo no caso de crianças e idosos.

Pessoas com problemas reumáticos e respiratórios preexistentes podem ter seu quadro clínico agravado. No ambiente, o ar seco produz eletricidade estática que pode danificar equipamentos eletrônicos. Além disso, aumenta consideravelmente a possibilidade de incêndios em pastagens e florestas.
Segundo normas da Defesa Civil de vários estados e da Cetesb (agência ambiental paulista), caso a umidade relativa caia abaixo de 30%, são estabelecidos os estados de atenção, alerta e emergência, de acordo com os valores medidos. Nessas situações, há uma série de procedimentos a serem tomados pela população, apresentados no quadro abaixo.

Portanto, é de grande importância a medida do grau higrométrico do ar. Esta informação sempre está incluída nos boletins meteorológicos. Essa avaliação é feita por meio de aparelhos denominados higrômetros.


· Entre 20 e 30%
- Estado de atenção Evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11 e 15 horas. Umidificar o ambiente utilizando vaporizadores, toalhas molhadas, recipientes com água, etc. Sempre que possível permanecer em locais protegidos do sol, preferencialmente em áreas verdes. Ingerir líquidos, para evitar desidratação.

· Entre 12 e 20%
- Estado de alerta Além das recomendações do estado de atenção, devem ser suprimidos os exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10 e 16 horas. Aglomerações em ambientes fechados devem ser evitadas. É recomendável o uso de soro fisiológico para os olhos e as narinas.

· Abaixo de 12%
- Estado de emergência Além das recomendações estabelecidas para os estados de atenção e de alerta, é determinante a interrupção de qualquer atividade ao ar livre entre 10 e 16 horas, como aulas de educação física, coleta de lixo, entrega de correspondência, etc. Devem ser suspensas quaisquer atividades que exijam aglomerações de pessoas em recintos fechados como aulas, sessões de cinema e teatro, etc. entre 10 e 16 horas. Os ambientes internos devem ser mantidos continuamente umidificados, principalmente quartos de crianças e de doentes, seja em casa ou em hospitais.

domingo, 24 de maio de 2009

Descortinando caminhos

O ser humano em busca da energia

Nicolau Gilberto Ferraro
A formação da Terra ocorreu há aproximadamente 4,5 bilhões de anos. O aparecimento do homem deu-se muito tempo depois, há mais ou menos 1 milhão de anos, mas, do caminho que trilhou na Terra, somente os últimos 6 mil anos são conhecidos.


Os primeiros seres humanos dependiam de seus músculos para obter energia. Posteriormente, animais- como cavalos, camelos e bois- atrelados a moendas, carroças e arados, passaram a ser fontes de energia. O vento também passou a ser usado para mover as pás de moinhos e impulsionar as embarcações. Não tardou muito para que quedas d’água também fossem aproveitadas para movimentar rodas- d’água e mais tarde para acionar geradores elétricos, constituindo hoje no Brasil, a principal fonte energética: a energia hidrelétrica.

Desde o final do século XVII, o vapor já era utilizado para gerar energia. Com o aperfeiçoamento da máquina a vapor, por James Watt, em meados do século XVIII, seu uso se intensificou. O calor obtido pela queima de um combustível é usado para aquecer a água e transformá-la em vapor. O vapor ao se expandir movimenta máquinas, rodas e aciona geradores nas usinas termelétricas. As primeiras máquinas a vapor utilizavam a madeira como combustível, que posteriormente foi substituída pelo carvão e nos meados do século XX por óleo e gás natural.

A partir dos anos 60 do século XX, a energia nuclear começou a ser utilizada para a obtenção do vapor de água, que aciona os geradores elétricos. A energia nuclear é obtida por meio da desintegração de átomos de elementos pesados, geralmente urânio, num processo chamado fissão nuclear.

Conforto, progresso, transportes etc, envolve o consumo de energia, que per capita (energia total consumida no país em um ano dividido pela população total do país) é alto nos países desenvolvidos e baixo nas nações mais pobres.

O consumo mundial de energia tem crescido e até 2030, poderá dobrar. Portanto, há necessidade de se desenvolver fontes alternativas de energia, pois as reservas disponíveis de combustíveis fósseis (carvão, petróleo e gás natural) não são inesgotáveis. É importante nos conscientizarmos da necessidade do uso racional da energia, sem desperdícios, preservando para as gerações futuras os recursos hoje disponíveis, pois “não herdamos a Terra de nossos avós, e sim a tomamos emprestada de nossos filhos”.