terça-feira, 30 de abril de 2019

Cursos do Blog - Termologia, Óptica e Ondas


13ª aula
Estudo dos gases (I)

Borges e Nicolau

Gás ideal ou gás perfeito

No estudo do comportamento de um gás, consideramos o seguinte modelo:

• as moléculas do gás movimentam-se caoticamente;

• os choques entre as moléculas e contra as paredes do recipiente são perfeitamente elásticos;

• as moléculas não exercem forças entre si, exceto quando colidem;

• as moléculas apresentam volume próprio desprezível em comparação com o volume ocupado pelo gás.

O gás que obedece a este modelo é chamado gás perfeito ou gás ideal.

Um gás real submetido a altas temperaturas e baixas pressões apresenta um comportamento que se aproxima ao de um gás ideal.

Variáveis de estado

São as grandezas que caracterizam o estado de uma dada massa de gás perfeito:

Volume (V): o volume de um gás perfeito é o volume do recipiente que o contém.
Unidades: m3, litro (L), cm3.
Relações: 1 m3 = 1000 L, 1 m3 = 106 cm3, 1 L = 1000 cm3.

Pressão (p): a pressão de um gás perfeito resulta do choque de suas moléculas contra as paredes do recipiente que o contém. Sendo F a intensidade da força resultante que as moléculas exercem numa parede de área A, a pressão p é a grandeza escalar p = F/A.
Unidades: 1 pascal (Pa) = 1N/m2, atmosfera (atm); mmHg.
Relações: 1 atm = 105 Pa; 1 atm = 760 mmHg.

Temperatura (T): É a grandeza que mede o estado de agitação das moléculas do gás. No estudo dos gases utiliza-se a temperatura absoluta kelvin (K).

Transformações particulares

a) Isobárica: pressão p constante

Variam durante a transformação: o volume V e a temperatura T.

Lei de Charles e Gay-Lussac da transformação isobárica:

Numa transformação isobárica, de uma determinada massa gasosa, o volume V e a temperatura T são diretamente proporcionais.

V = K.T ou V/T = K (constante)

• Mudança do estado V1, p e T1 para V2, p e T2

V1/T1 = V2/T2

• Gráfico V x T

Clique para ampliar

b) Isocórica: volume V constante.

Variam durante a transformação: a pressão p e a temperatura T.

Lei de Charles e Gay-Lussac da transformação isocórica:

Numa transformação isocórica de uma determinada massa gasosa, a pressão p e a temperatura T são diretamente proporcionais.

p = K.T ou p/T = K (constante)

• Mudança do estado V, p1 e T1 para V, p2 e T2

p1/T1 = p2/T2

• Gráfico p x T

Clique para ampliar

c) Isotérmica: temperatura T constante

Variam durante a transformação: a pressão p e o volume V

Lei de Boyle - Mariotte

Numa transformação isotérmica, de uma determinada massa gasosa, a pressão p e o volume V são inversamente proporcionais.

p = K/V ou p.V = K (constante)

• Mudança do estado V1, p1 e T para V2, p2, T

p1.V1 = p2.V2

• Gráfico p x V (hipérbole equilátera)

Clique para ampliar

Exercícios básicos

Exercício 1:
Um gás perfeito sofre uma transformação isobárica e seu volume varia de V1 para V2 enquanto que sua temperatura varia de T1 para T2. Relacione as grandezas V1, V2, T1 e T2.

Resolução: clique aqui

Exercício 2:
Um gás perfeito sofre uma transformação isocórica e sua pressão varia de p1 para p2 enquanto que sua temperatura varia de T1 para T2. Relacione as grandezas p1, p2, T1 e T2.

Resolução: clique aqui

Exercício 3:
Um gás perfeito sofre uma transformação isotérmica e sua pressão varia de p1 para p2 enquanto que seu volume varia de V1 para V2. Relacione as grandezas p1, p2, V1 e V2.

Resolução:  clique aqui
x
Exercício 4:
O gráfico representa uma transformação AB sofrida por um gás perfeito.

Clique para ampliar

a) Qual é o tipo de transformação que o gás está sofrendo?
b) Determine a temperatura TB.
 
Resolução: clique aqui  

Exercício 5:
O gráfico representa uma transformação AB sofrida por um gás perfeito.

Clique para ampliar

a) Qual é o tipo de transformação que o gás está sofrendo?
b) Determine a pressão pB.

Resolução: clique aqui  

Exercício 6:
O gráfico representa uma transformação AB sofrida por um gás perfeito.

Clique para ampliar

a) Qual é o tipo de transformação que o gás está sofrendo?
b) Determine a pressão pA

Resolução: clique aqui

Exercício 7:
Um gás perfeito sofre uma transformação cíclica ABCA, indicada no diagrama p x V.

Clique para ampliar

Classifique o tipo de transformação sofrida pelo gás nas etapas:

a) A para B
b) B para C
c) C para A

Resolução: clique aqui

Exercícios de revisão

Revisão/Ex 1:
(UFF-RJ)
Uma quantidade de um gás ideal é colocada em um recipiente de vidro hermeticamente fechado e exposto ao sol por um certo tempo. Desprezando-se a dilatação do recipiente, assinale a alternativa que representa corretamente, de forma esquemática, os estados inicial (i) e final (f) do gás em um diagrama PxT (Pressão x Temperatura).



Resolução: clique aqui

Revisão/Ex 2:
(UFU-MG)
Um gás ideal encontra-se inicialmente a uma temperatura de 150 °C e a uma pressão de 1,5 atmosferas. Mantendo-se a pressão constante, seu volume será dobrado se sua temperatura aumentar para, aproximadamente:

a) 75 °C         b) 450 °C          c) 300 °C          d) 846 °C          e) 573 °C


Resolução: clique aqui

Revisão/Ex 3:
(FURG-RS)
Uma certa quantidade de gás ideal, inicialmente a pressão
p0, volume V0 e temperatura T0, é submetida à seguinte sequência de transformações:

I. É aquecida a pressão constante até que sua temperatura atinja o valor 3
T0.
II. É resfriada a volume constante até que a temperatura atinja o valor inicial
T0.
III. É comprimida a temperatura constante até que atinja a pressão inicial
p0.

Ao final destes três processos, podemos afirmar que o volume final do gás será igual a:

a)
V0/9              b) V0/3             c) V0           d) 3V0              e) 9V0

Resolução: clique aqui

Revisão/Ex 4:
(FUVEST-SP)
Certa massa de gás ideal, inicialmente à pressão
P0, volume V0 e temperatura T0, é submetida à seguinte sequência de transformações:

1. É aquecida à pressão constante até que a temperatuta atinja o valor 2
T0.
2. É resfriada a volume constante até que a temperatura atinja o valor inicial
T0.
3. É comprimida à temperatura constante até que atinja a pressão inicial
P0.

a) Calcule os valores da pressão, temperatura e volume final de cada transformação.
b) Represente as transormações num diagrama pressão x volume.


Resolução: clique aqui

Revisão/Ex 5:
(UNIMONTES-MG)
A figura representa uma isoterma correspondente à transformação de um gás ideal.



Os valores dos volumes V1 e V2 são, respectivamente,
A) 4L e 9L
B) 4L e 8L
C) 3L e 9L
D) 3L e 6L


Resolução: clique aqui
b
Desafio:

Um cilindro contém um gás aprisionado por um êmbolo. O peso do êmbolo é de 2,0.102 N e a área da seção reta do cilindro é de 1,0.1
0-2 m2. A pressão atmosférica é igual a 1,0.105 N/m2.

Seja h a altura ocupada pelo gás na situação indicada na figura 1.



Inverte-se a posição do cilindro e o gás passa a ocupar a altura H (figura 2).


Considerando-se a inexistência de atrito entre o pistão e o cilindro e supondo a temperatura constante, determine a razão H/h.


A resolução será publicada na próxima terça-feira.

Resolução do desafio anterior 

Mede-se a temperatura da água de uma piscina e encontra-se, para todos os pontos, um valor θ1. Num outro dia, de muito calor, é refeita a medida da temperatura dos pontos da água e encontra-se o valor θ2 com θ2 > θ1.

Explique qual o principal processo (ou processos) em que o calor foi transferido do ambiente para a água da piscina e da água da superfície para a água do fundo?


A água recebeu calor do ambiente principalmente por irradiação. O calor se transferiu para a água do fundo principalmente por convecção. O processo de condução, embora presente, é pouco acentuado, pois os meios envolvidos, ar e água, são isolantes térmicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário